Lëtzebuerger N-Bunn 69 ||
  Plantas e projectos
Plantas e projectos
 

Actual planta das vias

A maqueta é composta de 2 segmentos. Neste momento tem um comprimento de 214 cm e uma largura de 72 cm.

No nível 0 cm há uma estação de garagem para 3 comboios e 3 automotoras.

No ponto W a via sobe numa hélix de 5 andares até a estação sem saída do nível + 21 cm.

Nos pontos A e B é previsto ampliar a maqueta em forma de circulo através do quarto no nível 0 cm.

No ponto S do nível 0 cm é situado o posto de pilotagem da maqueta.

 

Extensão planeada

 
 
 
 
 
 
 
 
para cima
 
 
É previsto estender a maqueta ate 9 segmentos e um elemento amovivel.
No vale do riacho uma carreira, uma estrada e uma passagem de nível têm de ser construidas.
A carreira receberá o seu próprio caminho de ferro de via estreita. É pintado em azul na planta.
Na estrada um trafégo calmo será imitado. O Faller Car System é pintado em vermelho.
Ao lado do vale um castelo será construido em cima da monte.
 
 
  O sistema de automóveis Faller
   

 
 
 
para cima
   

O sistema de automóveis Faller é testado neste momento. Um camião foi transformado para entregar vinho da Mosella à população. É o camião 162004. Limei a cabine d'um Krupp Titan Lemke até que concordou com o chassis Faller. Pintei a minha primeira transformação com o pincel. As inscripçoes foram feitas com a ajuda do programa Word do computador. Nesta época foram imprimidos sob autocolantes brancos e transparentes Micro Application. Depois fiz tentativas com decals da minha própria produção. Foram imprimidos numa impressora à tinta e tiveram de secar durante um dia. Em seguida receberam uma camada de pintura transparente acrílica spray Humbrol 135 satin. Após mais um dia foram postos com produtos Microscale sob a coberura do camião. Afinal apliquei  uma camada Clear Sealer Plastkote em cima.

 
 
 
 
   

 
 
 
para cima
   
Um outro camião é em relação com a carreira planeada. É o modelo Faller 162046. Recebeou algumas retoques de cor com o pincel. As marcação é um autocolante. Todos os carros receberam matrículas. Foram feitas com a ajuda do Adobe Photoshop. Tive também pintado o autorro Simon com o pincel. Numa secunda vez foi pintado com spray Plastikote e dotado de decals. O camião de cerveja é o modelo Faller 162051. Mais uma vez limei o cabine de um Büssing Lemke. O camião foi pintado em duas cores com spray Plastikote. As inscripçoes inferioras são letras isoladas do programa Miccroscale. Cores claras em cima d'um fundo escuro nao saiem bem com os meus decals de própria produção.
 
 
 
 
 
   

 
 
para cima
 
   
No primeiro circuito de teste, houve problemas com a paragem. Era ligada à corrente AC e nenhum veículo parou. Numa nova rede de teste foi instalada numa estrada direita. Foi ligada à corrente DC e funciona bem. Queria testar a broca Faller 161669 e o sistema de espaçamento 161678. Mas a entrega pelo comerciante foi feita so após a construção do panel de teste. Entretanto tinha posto o fio Faller debaixo  duma folha de cartão imitando o sistema Jerry. O sistema de espaçamento não será instalado na minha maqueta. Para que os camiões podem passar um ao lado do outro, a estrada teria de ser larga demais para um vale tranquilo. Penso num sistema onde só um carro está à circular. Todos os outros esperam numa secção autónoma como os comboios numa estação de estacionamento com agulhas.
 
 
 
 
   

 
 
 
para cima
   

Em todo o país existem pequenas casas dos "Ponts et Chaussées" ao lado das estradas. Construi um pequeno edifício tão típico. Os panéis foram riscados com uma faca artesanal em placas de plástico Busch 7203. A base de pedra foi construida com uma placa Kibri 7961 e o telhado com uma placa 7971. Pintei tudo com cores Humbrol 31, 62 e o tehado com uma mistura própria.

 
 
 
 
  O segmento com o castelo
   

O pequeno segmento com o castelo está em construção. As fundaçoes são feitas com ripas de 1,8 cm x 1,8 cm. Quatro ripas são juntas para realisar mais tarde o vale do riacho. Todos os segmentos anteriores foram realisados desta maneira. Tive problemas para encontrar as mesmas ripas que no passado. Em muitas lojas so houve ripas de 2 cm x 2 cm.

 
 
para cima
 
   

As vias são postas sobre paneis de madeira contraplacada de 5 mm. Encontrei principalmente paneis de 4 mm e de 6 mm. Tudo foi colado com cola de madeira. 
Os segmentos são reliados com 3 tarraxas de 8 mm encurtadas.
A ligação da corrente é feita com fichas Brawa 3093. Em cima do monte o castelo Kibri 37304  com telhado em ardósia modificado sera posto.

 
 
 
 
   

Entre os segmentos, uma via Fleischmann 9103 foi so introduzida. O resto é via flexivel 9106 posta com gastalhos Krause e parafusos Post. A separação dos segmentos é assim muito fácil. Para cortar a via flexivel, fixo na com os gastalhos em sentido inverso num pequeno torno. Corto na do lado da cascalho com a pequena serra Roco.

 
 
para cima
 
   

Nas extremidades a via é limada para ser bem lisa. A corrente é alimentada por eclisas Arnold 7100. Os cabos são ligados por bornes aos fios que atravessam todos os segmentos.
O portal do túnel em contraplacado foi cortado com serra eléctrica nas medidas do modelo Peco. Dentro du túnel um tubo amovivel é installado.

 
 
 
 
   

O tubo é uma carcaça de contraplacado com um escasso muro em plástico.
Para que os comboios nao caiam do segmento, barreiras de segurança plásticas foram afixadas.
No segmento de contraplacado pregei a rede de arame Noch.
A monte do castelo Kibri foi aparafusada.

 
 
para cima
 
   

Em cima da rede de arame foram postas faixas de gesso molhadas da farmácia.
A placa de rochas Heki 3502 foi cortada em pedaços e afixada com mastique na rede de arame. A resina de lentisco foi modelada com os dedos e adaptada às rochas.
A entrada do túnel foi colada.
Agora a monte tem de bem secar durante um periodo prolongado.

 
 
 

 

   
Os muros do castelo são pintados com pinturas de laca Humbrol. Apos uma pintura cinzenta clara Pelikan Plaka é aplicada. A pintura molhada Plaka é esfregada com um trapo mol. Os elementos do castelo Kibri nem sempre concordam. As frinchas são enchidas com Humbrol Model Filler. Algumas janelas so sâo paneis plasticos transparentes.
 
 
para cima
 
   
Os quadros das janelas são desenhos com um Stabilo OH Pen Permanent Fine moreno. As emblemas dum castelo local são copiadas do Internet. São reduzidas nas medidas de 5 X  6 mm, imprimidas num filme adesivo branco e fixadas na torre do castelo. A camada de gesso da montanha é coberta com uma mistura de cola branca e de pintura morena em poeira. As rochas recebem uma camada de pintura Plaka.
 
 
 
 
   
Os flocos e o Decovlies Heki são apressados em pequenas aréas com cola de madeira ligeiramente diluida. Os espaços verdes têm de aperecer irregulares e selvagens. Os pinheiros são da série Faller Premium. Os arbustos são Feuillages de Sylvie Debono. As figurinas Preiser são fixadas no castelo com cola instanteânea. A bandeira é feita com um perfil redondo Evergreen e um pedaço de tecido colorido.
 
 
para cima
 
   
 
 
 
 
  O segmento com a cervejaria
   

O segmento com a cervejaria terá as medidas de 145 X 72 cm. No nível 0 consiste duma via principal e de 3 vias de garagem. Os agulhos Fleischmann têm coraçoes alimentados de corrente e motores instalados de maneira subterrânea. Do posto de pilotagem serão operadas em maneira de agulhas inteligentes permitindo assim de estacionar 3 comboios. Os raios das curvas medem 30 e 33 cm.

   
para cima  
   
   
   

No nível 1, apos a estaçao sem saída, será posta uma agulha direita. A via principal contina na direçao de Bastogne. A outra linha é a conexão com a cervejaria. Desce um pouco e será integrada no pátio. Um desengatador Herkat permite a garagem de alguns vagões de cerveja. As curvas têm um raio de 1 metro.

   
   
   
   
   

Finalmente o segmento  só tem as medidas de 130 X 72 cm. No nível 0 ha uma via principal e quatro vias de garagem. Os raios são 39,5 cm (R 3 Fleischmann) e 43 cm (R 4 Fleischmann). 5 ripas de 1,8 X 1,8 cm são postas debaixo dum panel de madeira contraplacada de 5 mm. As vias são postas provisóriamente e os contornos desenhados no panel. Com uma serra elétrica rectangulos de 2,5 X 8 cm são cortados pelos motores Fleischmann. 6 cabos de 1,5 mm são instalados dentro du segmento com fichas Brawa 3093. 2 são para alimentar os comboios (14 volto de corrente contínua), 2 para a alimentaçao das agulhas (16 volto de corrente alterna) et 2 cabos são previstos para cortar a corrente (quando o futuro ponto amovível será aberto).

   
para cima  
   
   
   

Um panel MDF de 3 mm é instalado para receber o posto de pilotagem. Apos a ligação dos 6 cabos de 1,5 mm, as vias são postas e fixadas com parafusos Post. Os sectores sem corrente são equipados de eclisas plasticas (Arnold 1170  Fleischmann 22214) e de eclisas com cabo de alimentação soldado (Arnold HN8032  Fleischmann 22217). Os elementos do posto de pilotagem Fleischmann são aparafusados no panel MDF.O segmento inteiro é desmontado e posto ão contrário numa mesa. As agulhas são ligadas aos comutadores. Apos todo é remontado e testado.

   
   
   
   
   

Como as agulhas Fleischmann são inteligentes, os comboios param quando a agulha está mal posta. As partes laterais do segmento são postas e fixadas com cola de madeira e grampos. As ripas horizontais são serradas uma à uma na medida. Buracos são perforados para acolher os cabos. Apos as ripas são instaladas com parafusos e cola de madeira. O panel de contraplacado para o nível superior é cortado e posto. A agulha é posta tentativamente e os contornos são desenhados. Os raios das curvas de um metro são desenhados utilisando um gabarito fabricado em MDF.

   
para cima  
   
   
   

Os cabos são postos dentro das ripas e os terminais de brilho são aparafusados. O panel de contraplacado para o nível superior é colado e aparafusado. As vias são postas e fixadas com parafusos miniaturas Post. Na intersecção do segmento  uma via courta é posta num panel fino plastico Busch 7203. Esta via tem de ser varredurada e decorada de modo que não cola e pode ser removada quando os segmentos são separados. Em torno do buraco rectangular recebendo o motor da agulha, colo um quadro com paneis plasticos Busch 7203. Em cima é fixado um testo com pequenos parafusos.

   
   
   
   
   

Assim pode-se aceder facilmente ao motor, mesmo apos anos para eventualmente o substituir sem danificar a paysagem. Pinto os carris com pintura fosca Humbrol 70. Limpo imediatamente a parte superior com uma boracha. Aparafuso dois paneis de contraplacado de 5 mm debaixo o lado, onde quero por os engetadores. Perfuro dois buracos para os engetadores Herkat 2703. Apos soldo dois cabos nas bobinas electromagnéticas. Aparafuso os engetadores a partir de baixo e ajusto a altura apos tentativas numerosas.

   
para cima  
   
   
   

Primeiro as vias Fleischmann são fixadas com parafusos miniaturas Post.  Apos deito lastro Heki 3329 em ambos os lados. Reparto o lastro com um pincel  e o instilo com cola Heki 1830. Assim a via é mantida. Os parafusos podem ser tirados apos um dia e reutilisados. A rampa de carregamento na estaçâo de mercadorias é prolongada com um pedaço de contraplacado de 10 mm. Em torno e em cima da madeira colo paneis Kibri 7969 e paneis Busch 7203 com cola de madeira.

   
   
   
   
   

O panel MDF de 3 mm para o campo de futebol é serrado e colado em cima das ripas. Os paneis de parede Kibri 7969 são cortados com uma faca artenasal e fixados no aterro da via atrás da cervejaria. Pinto os com pintura fosca Humbrol 67 cor ardosia. Apos um dia pinto uma camada de cinza Pelikan Plaka 72 e esfrego imediadamente com um trapo mol e húmido. Assim a cor cinzenta fica nas frinchas.

   
para cima  
   
   
   

Construi um abrigo de locomotivas fazendo referencia a fotografias. Pus 2 vias com o intervalo Fleischmann num panel cinzento Busch 7203. Para o comprimento calculei uma locomotiva a vapor com tender. Para determinar a altura, pus uma locomotiva diesel 1800 ligeiramento alta demais nos carreis. De acordo com estes dados desenhei as paredes e as janelas numa folha de papel gráfico. O plano foi desenhado de maneira para que o edifício enteiro pode ser transferado numa unica placa Busch amarela 7203.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Com grampos fixei o plano junto duma folha de papel carbono em cima da placa Busch. Com um lapis e uma régua retracei e assim transferei o abrigo inteiro na placa plástica. Com uma faca de bricolagem e uma régua de metal cortei as janelas e as portas. Primeiro gravei um rectângulo para cada janela, em seguida duas linhas com a forma dum X. Agora pode-se empurrar o plástico e caem 4 pequenos triângulos. Quando as 4 paredes são cortadas, colo ripas de placas Kibri 7961 em cima para o pedestal. Apos as janelas são feitas.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Usando uma caixa em plástico transparente dum vagão, cortei 4 "placas de vidro" com a minha roda de corte Proxon. Cada parede lateral do abrigo recebe a sua "placa de vidro" junta dum número. Ponho a placa da parede em cima da "placa de vidro" e desenho as janelas com uma caneta de feltro para retroprojetores. Numa verdadeira placa de vidro corto finas ripas de fita adesiva e ponho las em cima da placa transparente imitando os quadros das janelas. Entre a placa da parede e a placa com as janelas colo finas ripas de placas amarelas Busch 7203.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Para as portas, gravo tabuas dentro das placas amarelas Busch 7203. Pinto as com laca mate Humbrol 62. Apos pinto as pedras das janelas com uma mistura cinzenta e as paredes com Humbrol 34 branco. No interior pinto as paredes em cinzento. Colo as janelas e as portas atràs das paredes do edifício.As paredes foram reforçadas com ripas Evergreen 153. Para o telhado colo placas de ardósia Kibri 7971 em cima de placas amarelas Busch 7203.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Primeiro limei um ângulo dentro das placas Kibri para a ponta do telhado et perto das goteiras. As goteiras são ripas Evergreen 241 Half Round que colei em cima de fitas estreitas de placas Busch 7203. Dobro um fio de ferro de 1,5 mm para os canos de esgoto. Fixo los com cola instantânea. Apos pintoos com laca Humbrol 56 prata. Finalmente faço em toda a parte pequenos retoques com um pincel 5:0. O edifício é fixado  na tabuleta da maqueta. O abrigo de locomotivas nunca mais é ligado às linhas da estaçao. Um negociante de materiais de construcção o usa como depósito de materiais.

   
   
   
   
   

A cervejaria Heljan N 678 foi mudada. Para reduzir a altura, fitas dos muros foram cortadas. Um telhado e uma plataforma para carregar vagões e camiões foram juntos. A cervejaria foi pintada em bege com pinturas Humbrol. As frinchas foram preenchidas com pinturas Plaka. A chaminé é do kit Kibri 7224. Instalada no segmento, a coisa pareceu grande demais. Cortei o  meio andar do edifício principal com a serra Roco. Em seguida colei os elementos dos muros uns em cima dos outros reforçando os com ripas Evergreen no lado atras.Voltei a tapar as fendas com Humbrol Model Filler. Finalmente fiz pequenos retoques de pintura.

   
para cima  
   
   
   
   
   
   
   
   

Um quadro duma altura de 3,5 cm emoldura a cervejaria. Vai receber a linha integrada no pátio.
Com fotografias construi uma pequena casa administrativa usando paneis plasticos Busch, paneis de ardósia Kibri e ripas Evergreen. As janelas e as portas são bandas de fita adesiva coladas em cima de paneis tranparentes originais das embalagens.

   
para cima  
   
   
   

Ão lado de campo de futebol uma tasca, uma caixa e um lavatório serão instalados. Tirei fotografías e com a ajuda de figurinas Preiser desenhei um plano numa folha de papel quadriculado. Após, o edifício fui construido como descrito em cima. Como não se pode ver o interior da casa, decidi instalar uma luz LED. O telhado fui construito de maneira amovível. Com uma serra elétrica cortei um panel MDF de 3 mm para a estrada e as bancadas do estádio de futebol.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Perto do campo de futebol tive de mudar a paisagem no segmento com a estacção. Com o méu rebolo Proxon a curva da estrada foi adaptada um pouco. Um filme transparente foi posto em cima e a estrada foi desenha com uma caneta de feltro. O filme foi descortado seguindo as medidas desenhadas e transferido numa placa amarela Busch 7203. Esta foi descortada e fixada na paisagem com fitas de mastique. Atràs do campo de futebol a estrada sobe um pouco e o caminho para o sanctuário da Fatima se separa. Isto será posto no proximo segmento em cima do túnel.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Como de costume fiz o sanctuário da Fatima com a ajuda de fotografías e de figurinas Preiser. Os arcos foram limados numa ripa de madeira de 4 mm. Como gabarito usei um botão de calças cortado. A própria Fatima é uma fotografía cortada e colada numa placa cinzenta. As placas são de Kibri (37971 para as paredes e 37960 para o telhado) e de Busch. As ripas são de Evergreen e as cores de Humbrol. As balaustradas são escadas Vapeur70 e Heljan. O sanctuário será iluminato por 2 projectores Viessmann 6530.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Numa fotografia muita velha descobri um depósito de água.Tive de adaptar as dimensões ao abrigo e na cervejaría. Por isso pus um rolo de papel e cortei-ló com com a tesoura até que concordou bem. Para desenhar os octógonos abri no programa Word do computador um autoforme correspondente.  Formatei-ló nas medidas da torre e o imprimi num cartão. Uma vez cortado, transferi-ló nas placas em plástico. Fabriquei a torre como jà descrito muitas vezes. Recebeu uma escada Ratio e uma luz Viessmann 6442. Com a ajuda do programa Word, desenhei um indicador, paneis de caminho de ferro e cartazes. Imprimi-lòs num filme branco.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   
   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   

Na conexão de via férrea da cervejaría um portal será instalado.Uso a grua de água funcional Viessmann 5832. Esta é serrada e montada abaixo da superfície. Para a ativar tive de ligar um module de potência Viessmann 5215 no meu transformador Fleischmann 6705. O portal é operado por dois botâos pulsadores. Paralelamente um relé Viessmann 5551 ativa as cruzes do São André 5803 para o pátio da cervejaría e corta a corrente, quando o portal está fechado. Por isso tive de instalar ulteriormente uma secção sem corrente com a minha serra Roco. Esta é alimentada por uma eclissa Fleischmann 22217 com cabo soldado. Fixei uma das cruzes do São André num mastro fabricado com perfis de latão H.

   
   
   
   
   
   
para cima  
   
   
   
   
   
   
   
para cima